Skip to Menu Skip to Search Contacte-nos Portugal Websites & Idiomas Skip to Content

O Hospital de Braga acaba de assegurar a sua certificação ambiental, atribuída pela SGS, uma garantia de que a atividade desta unidade hospitalar cumpre todos os requisitos legais nesta área e observa os mais exigentes padrões de responsabilidade ambiental.

A certificação está conforme a norma ISO 14001, no âmbito da Prestação de Cuidados de Saúde, e foi conferida pela SGS, Organismo líder mundial em Certificação.

O Hospital de Braga avança em comunicado que é a primeira unidade do Norte e a segunda do País a obter esta certificação.

Na auditoria ao Sistema de Gestão Ambiental efetuada pela SGS foram considerados vários critérios, para além do cumprimento dos requisitos legais obrigatórios, entre eles os consumos de água e eletricidade, a separação, tratamento e reciclagem de resíduos e a redução da utilização do papel.

Em declarações ao Correio do Minho, a administração do Hospital afirma que em 2012, os gastos energéticos do Hospital de Braga foram reduzidos no equivalente a dois meses de consumo. À poupança de 17% na fatura da eletricidade e de 45% na do gás, relativamente a 2011, a administração do Hospital contabiliza uma diminuição de 20% no consumo de água. As poupanças energéticas e de consumíveis do Hospital de Braga representaram uma poupança de 330 mil euros em relação a 2011.

João Ferreira, presidente da comissão executiva do Hospital, destacou ao Correio do Minho que o certificado ambiental é o resultado de “pequenos gestos” que “numa grande casa têm o maior significado”.

Aqui ficam as medidas apontadas no Correio do Minho e que, segundo a administração do Hospital de Braga significam poupança imediata no funcionamento do Hospital sem beliscar a sua qualidade assistencial:

  • A redução para 50% da iluminação nas zonas de circulação, a definição de horários de funcionamento da iluminação e do ar condicionado, a paragem de alguns elevadores fora do horário de funcionamento dos serviços e a redução do caudal de água em todas torneiras;
  • A racionalização do uso de impressoras e a implementac:a9o da impressão frente e verso conduziram a uma redução de 7 % em gastos de papel e de 30 %, de tinteiros;
  • O aproveitamento das águas pluviais para rega dos espaços verdes e dos jardins;
  • O procedimento de ‘shut down’ de todos os computadores após uma hora de inatividade.

Fontes: Hospital de Braga, Correio do Minho

SGS certifica Gestão Ambiental do Hospital de Braga

SOBRE SGS

O Grupo SGS é o líder mundial no domínio da Inspeção, Verificação, Análise e Certificação. Fundada em 1878, a marca da SGS está estabelecida como símbolo e referência em qualidade e integridade. Com mais de 75,000 colaboradores, a SGS opera uma rede de mais de 1,500 escritórios e laboratórios em todo o mundo.