Skip to Menu Skip to Search Contacte-nos Portugal Websites & Idiomas Skip to Content

Assinamos o Pacto de Mobilidade Empresarial para a Cidade de Lisboa, juntando-nos ao WBCSD, à Câmara Municipal, ao BCSD Portugal e a 53 empresas para criar soluções mais ecológicas e eficientes, para responder às necessidades e desafios da mobilidade e, ao mesmo tempo, proteger o planeta. 

O Pacto de Mobilidade Empresarial visa envolver as empresas e a cidade de Lisboa numa ação colaborativa tendo em vista a sua mobilidade sustentável.

Os  objetivos 4 objetivos do Pacto são promover uma mobilidade:

  • Ambiental: Contribuindo para a redução das emissões de CO2 (pelo menos 50% de redução em 2030 com comparação com os níveis de 1990) bem como reduzindo poluentes e melhorando a qualidade do ar;
  • Inclusiva: desenvolvimento de planos de mobilidade para providenciar a todos os colaboradores das empresas aderentes ao CMP soluções de mobilidade sustentáveis e acessíveis;
  • Eficiente: promovendo parcerias, incentivos e plataformas digitais que permitem a todos os mencionados colaboradores ter tempos de viagem casa-trabalho mais curtos, com maior conforto e menos despesa;
  • Segura: Promovendo comportamentos seguros e responsáveis, alinhados com as politicas públicas e com o objetivo "zero mortos".

As organizações que aderirem ao CMP comprometem-se a defender quatro princípios fundamentais: Colaboração, Compromisso, Transparência e Segurança.

 

Pacto de Mobilidade Empresarial para a Cidade de Lisboa

 

São signatárias do Pacto as seguintes entidades:
Accenture; Acciona; Adene; ANA - Aeroportos de Portugal; Arcadis; Banco Atlântico Europa; Barraqueiro Transportes; BNP Paribas; Brisa; Caetano Auto; Carris; Circ; Crédito Agrícola; CTT; DECO; Deloitte; DHL Express Portugal; DPD; Eaton; eCooltra; EDF Renewables Portugal; EDP; Efacec; El Corte Inglês; EMEL; Epal; EY; Fujitsu; Fundação Salesianos; Galp; Grupo Ageas Portugal; Hertz; IKEA Portugal; Imprensa Nacional Casa da Moeda; Infraestruturas de Portugal; Kia Portugal; Logistema; Lojas Francas de Portugal, S.A.; Loyal Advisory; Mercedes-Benz Portugal; Metropolitano de Lisboa E.P.E.; Millennium bcp; Nissan Portugal; PwC; Repsol; Rodoviária de Lisboa; Santander; Schneider Electric; SGS Portugal; Siemens; Siva; Tecnoplano; TIS; TramGrid; Uber e Vodafone. A este grupo poderão juntar-se outras no futuro.