Skip to Menu Skip to Search Contacte-nos Portugal Websites & Idiomas Skip to Content

Cada vez mais os consumidores procuram roupas que foram produzidas de forma mais sustentável. Analisamos o tema do algodão para perceber como os fabricantes podem garantir que os seus produtos são de facto orgânicos.

CC_20Q4_Jumping in Cotton Bed

O algodão é derivado das fibras macias das plantas do género Gossypium. Há evidências da sua domesticação há milhares de anos A.C. no Peru, México, Índia e Sudão. No entanto, foi só na década de 1770, com a invenção de máquinas como a fiadeira, que o algodão se tornou o material tão comum que todos usamos.

 A durabilidade e a suavidade do algodão significam que, ainda hoje, continua a ser um dos nossos materiais de vestuário mais populares. No entanto, a popularidade tem um custo. Estima-se que sejam necessários 2.700 litros de água para produzir uma única camisola de algodão, o suficiente para sustentar uma pessoa durante 900 dias. 1 A produção comercial também depende fortemente do uso de agroquímicos, especialmente de pesticidas. Estima-se que a produção de algodão utilize 2,5% das terras cultivadas do mundo, mas é responsável pelo consumo de entre 16% e 25% dos pesticidas mundiais. 2 Isto é mais do que qualquer outra das principais culturas e levou a que a Associação de Comércio Orgânico (OTA) a descreva como o "cultivo mais sujo do mundo". 3

A elevada dependência em agroquímicos na produção de algodão não se restringe aos pesticidas. Grande parte da terra cultivada usada para plantar algodão está em uso há décadas, o que significa que agora está esgotada. A produção de algodão, portanto, também usa grandes quantidades de fertilizantes sintéticos à base de nitrogénio. Estima-se que cerca de 150g são usados para produzir cerca de 450g de algodão cru – em média uma camisola usa pouco menos de 450g de algodão cru. 4

O QUE É ALGODÃO ORGÂNICO?

Com legisladores e consumidores a procurarem produtos e métodos de produção mais sustentáveis, o setor do algodão orgânico está em crescimento. Para responder a esta procura, as maiores cadeias de lojas de roupa do mundo estão a comprometer-se em utilizar apenas fibras de algodão orgânico ou reciclado nos seus produtos. 5

A produção orgânica é definida pelo Regulamento (CE) n.º 834/2007 da União Europeia (UE) como “um sistema global de gestão agrícola e produção alimentar que combina as melhores práticas ambientais, um elevado nível de biodiversidade, a preservação dos recursos naturais, a aplicação de elevados padrões de bem-estar animal e um método de produção alinhado com a preferência de certos consumidores por produtos produzidos a partir de substâncias e processos naturais.” 6

Nos últimos anos, o crescimento do setor tem sido substancial. De acordo com o Relatório de Mercado de Algodão Orgânico da Bolsa de Têxteis 2020, em 2018/19 a produção mundial total foi de 239.787 toneladas, um aumento de 31% em relação ao ano anterior, que também tinha tido um crescimento de 56%. A previsão é que a tendência continue a um ritmo mais lento, com expectativa do aumento da produção de 10% entre 2019 e 2020. 7

A crescente procura de algodão orgânico está a ajudar a melhorar a sustentabilidade do solo, a conservação da água, a qualidade do ar e os meios de subsistência dos agricultores. Também está a contribuir para a luta contra as alterações climáticas.

SOLUÇÃO SGS

A SGS oferece uma gama completa de serviços para ajudar as marcas a garantirem que os seus produtos são de facto orgânicos. Isso inclui a triagem de matérias-primas sem OGM para garantir que nenhum algodão geneticamente modificado tenha sido usado. Este serviço é conduzido usando o método de teste ISO IWA 32.

Também oferecemos uma ampla gama de testes de resíduos químicos para garantir que o produto final não tem as seguintes substâncias:

  • Alquilfenol e alquilfenol etoxilados
  • Halogénios orgânicos adsorvíveis (AOX)
  • Corantes azo
  • Benzenos e toluenos clorados
  • Parafinas cloradas
  • Clorofenóis
  • Siloxanos cíclicos
  • Corantes dispersos
  • Metais pesados extraíveis
  • Formaldeído
  • Glioxal
  • Compostos organoestânicos
  • Compostos per- e polifluorados
  • Pesticidas
  • valor do PH
  • Ftalatos
  • Hidrocarbonetos aromáticos policíclicos
  • Metais pesados totais

Se uma determinada substância química for detetada a um nível acima do limite aceitável, o produto não pode alegar ser "orgânico". Afinal, um produto só é de confiança porque foi testado.

1 Handle with care  

2 Organic cotton: It’s better for the environment, and here’s why

3 What’s So Bad About Cotton?

4 What’s So Bad About Cotton?  

5 Organic Textile Production Booms As Consumers Demand Sustainable Fashion

6 Organic production and labelling of organic products and repealing Regulation (EEC) No 2092/91  

7 Organic Cotton Market Report 2020

SOBRE NÓS

A SGS é a empresa líder mundial em inspeção, verificação, testes e certificação. A SGS é reconhecida como referência global em qualidade e integridade. Com mais de 89.000 colaboradores, a SGS conta com mais de 2.600 escritórios e laboratórios em todo o mundo. Estamos constantemente a olhar para além das expectativas dos nossos clientes e da sociedade em geral, com o objetivo de fornecer serviços líderes de mercado onde quer que sejam necessários. Trabalhamos juntos por um mundo melhor e mais seguro.