Skip to Menu Skip to Search Contacte-nos Portugal Websites & Idiomas Skip to Content

A FSSC 22000 aprofunda a ISO 22000 com outras normas e requisitos sectoriais, e é reconhecida pela Global Food Safety Initiative (GFSI), que não reconhece a ISO, de âmbito mais geral. Tanto a ISO 22000 como a FSSC 22000 são duas das normas internacionais mais relevantes da indústria alimentar, mas a sua existência paralela e semelhança na nomenclatura podem dificultar a sua compreensão e a escolha por uma ou por outra, no momento de optar pela certificação mais adequada à sua empresa.

Certificação em segurança alimentar

Ao abordar o tema da segurança alimentar, deparamo-nos, desde cedo, com um grande conjunto de regulamentos e normas internacionais, cujo âmbito ou significado nem sempre são claros. Mas entre as múltiplas prescrições dos diferentes organismos do sector, a etapa da certificação reveste-se de uma importância fundamental, já que é através dela que o desempenho da sua empresa se concretiza e se prova ao mercado. E aí, a ISO 22000 e a FSSC 22000 são incontornáveis. Quais são, então, as diferenças entre ambas as normas?

ISO 22000

A ISO 22000 é publicada pela International Organization for Standardization, e fornece as ferramentas e o enquadramento para a correcta implementação de um Sistema de Gestão de Segurança Alimentar capaz de prevenir riscos ao longo de toda a cadeia. Reconhecida internacionalmente, a ISO 22000 combina a abordagem da ISO 9001 (Sistemas de Gestão de Qualidade), direccionada para o setor alimentar, com o popular Hazard Analysis and Critical Control Points (HACCP), sistema de lógica preventiva pelo qual se devem reger todos os operadores do sector alimentar, de acordo com o Regulamento nº852/2004 do Parlamento e Conselho Europeus.

Importantemente, a ISO 22000 pode ser alvo de auditoria e certificação, de acordo com as regras definidas pela ISO/TS 22003:2013.

FSSC 22000

O Food Safety System Certification (FSSC) 22000 é um referencial da indústria alimentar que tem por base a ISO 22000 mas que introduz uma nova série de requisitos, incluindo as já mencionadas ISO 9001, ISO 22003 e as especificações técnicas que integram os denominados Programas de Pré-Requisitos de cada sector produtivo (Pre-Requisite Programs - PPR) (nomeadamente através da ISO TS 22002-1).

Desenvolvida pela Foundation for Food Safety Certification, esta norma constitui um esquema de certificação para a indústria de transformação de produtos alimentares através da definição de procedimentos universais utilizados para controlar as suas condições de funcionamento, bem como para assegurar a consistência, integridade e gestão do próprio sistema.

 Certificação em segurança alimentar

Global Food Safety Initiative

A principal diferença prática entre as duas certificações — ISO 22000 e FSSC 22000 — é que esta segunda é reconhecida pela Global Food Safety Initiative (GFSI). O reconhecimento da GFSI garante que o esquema cumpre os mais elevados padrões a nível mundial, certificando o ambiente de produção de um dado fornecedor e garantindo a aceitação dos seus produtos através de toda a cadeia de fornecimento, ulteriormente reforçando a confiança do consumidor final num dado produto.

Sendo que a FSSC 22000 toma por base a ISO 22000, é muito comum as empresas do sector procurarem certificação na ISO, num primeiro momento, e depois darem o passo para a FSSC. Em suma, a FSSC vem enriquecer um certificado ISO, de espectro mais alargado e capaz de abranger qualquer organização do sector alimentar, com controlos específicos e definidos por tipo de unidade e/ou produtos manuseados às unidades de produção.

Se pretende saber mais sobre Sistemas de Gestão de Qualidade e Segurança Alimentar, descubra os nossos cursos:

 

Para mais informações ou inscrições, por favor contacte:
SGS Academy®
tel: 808 200 747 (Seg. a Sex. das 9h às 18h) 
@: pt.info@sgs.com

SGS Academy

As soluções de formação da SGS Academy são desenvolvidas por especialistas em cada uma das disciplinas para ajudar as empresas e colaboradores a melhorar as suas competências e capacidades pessoais, fatores-chave do desenvolvimento sustentável do negócio e da vantagem competitiva.