Skip to Menu Skip to Search Contacte-nos Portugal Websites & Idiomas Skip to Content

Os consumidores estão, cada vez mais, a ter em consideração a sustentabilidade quando compram produtos novos, não só para o planeta, mas também por questões monetárias. Analisamos a forma como os fornecedores de produtos eletrónicos estão a adaptar-se a estas mudanças de mercado.

Como as Exigências de Sustentabilidade estão a ter Impacto na Indústria dos Produtos Eletrónicos

A sustentabilidade está agora na ordem do dia das pessoas, governos e indústrias. Juntou-se aos fatores tradicionais do mercado - segurança, desempenho e preço - para ser uma consideração quando os consumidores querem comprar um produto novo.

A Associação de Produtos Eletrónicos reconheceu a importância de adotar uma abordagem mais pró-ativa à governação ambiental, social e empresarial positiva (ESG) no seu documento, "Sustentabilidade Ambiental e Inovação na Indústria dos Produtos Eletrónicos", onde declararam, "existimos, não só, como parte de uma economia global, mas também como parte de um ecossistema global. O nosso sucesso no futuro será determinado tanto pela nossa gestão do ambiente como pelos nossos clientes, colaboradores e parceiros comerciais".1

Impacto Ambiental

Temos crescido para depender de uma grande variedade de produtos eletrónicos, mas esta dependência tem um preço. Estima-se que atualmente estamos a utilizar 1,75 planetas de recursos, um número que deverá aumentar para dois planetas até 2030.2 Isto é mais do que o planeta pode reabastecer e, para além disso, a desflorestação e algumas operações mineiras estão a intensificar o problema. A par da utilização de recursos, existem problemas associados ao aumento da utilização de energia, maiores emissões de gases com efeito de estufa (GEE) e à falta de reciclagem.

A ONU estima que os seres humanos geram 50 milhões de toneladas de resíduos elétricos e eletrónicos (EE) por ano e até 2050 espera-se que o problema seja maior - 120 milhões de toneladas. No entanto, atualmente apenas 20% deste é formalmente reciclado.3 Esta é uma oportunidade desperdiçada. O lixo eletrónico anual está avaliado em 62,5 mil milhões de dólares, mais do que o PIB de alguns países. Estima-se que uma tonelada de telemóveis contém tanto ouro como 70 toneladas de minério de ouro, e que até 7% do ouro do planeta é perdido em lixo eletrónico.4

Existem também preocupações ambientais sobre a utilização de energia. Nos EUA, a utilização residencial de energia tem vindo a aumentar constantemente nas últimas anteriores e situa-se agora nos 22% do consumo total de energia.5 Isto tendo em conta uma diminuição do consumo médio doméstico de energia, provocada por um maior isolamento e por aparelhos mais eficientes.6 Dois fatores estão a ter impacto nestes números. Em primeiro lugar, o número de lares nos EUA cresceu bastante nas últimas quatro décadas - de 80 milhões em 1980 para 128 milhões em 2020.7 Em segundo lugar, temos agora múltiplos aparelhos em cada divisão, e mesmo nos nossos bolsos. Estes requerem eletricidade, cuja produção está a aumentar as emissões de GEE.

A indústria dos produtos eletrónicos está a responder de várias maneiras.

Reciclagem

A reciclagem reduz a necessidade de extrair novos recursos. Muitos dos materiais utilizados nos produtos eletrónicos e nas suas embalagens podem ser obtidos a partir de recursos reciclados. Por exemplo, alguns fabricantes de computadores estão a utilizar materiais reciclados, incluindo resinas de plástico, para construir os seus novos produtos.8

Alguns mercados estão também a introduzir iniciativas que promovam soluções mais ecológicas para o lixo eletrónico. Por exemplo, a União Europeia (UE) aprovou diretrizes que abrangem os Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE), Produtos relacionados com a Energia (ErP) e a Conceção Ecológica.

As preocupações sobre a utilização de materiais reciclados nos produtos relacionam-se com a contaminação. Em alguns casos, isto pode ter impacto na segurança e no desempenho, pelo que todos os materiais reciclados devem ser devidamente verificados antes da sua utilização.

Reparação

A reciclagem e uma maior utilização de materiais reciclados são apenas dois aspetos do objetivo final de sustentabilidade, uma economia completamente circular onde os recursos são transformados em produtos, utilizados, reutilizados e reciclados várias vezes. Um aspeto importante disto é a redução da obsolescência e a capacidade de reparar em vez de substituir um produto.

Em 2020, França liderou o caminho com a aprovação da política “Anti-Waste” para a Circular Economy Act (AGEC). Entre as disposições deste ato, estão requisitos para fornecer informações relacionadas com a disponibilidade de peças sobresselentes, a necessidade de utilizar peças de uma economia circular e dar prazos para a reparação. As técnicas de obsolescência incorporadas, incluindo software, são proibidas e os fornecedores são obrigados a exibir uma pontuação de reparação para cada produto.

Estes requisitos irão prolongar o tempo de utilização de um produto, reduzindo assim o desperdício global. Também se alinham com a procura dos consumidores, uma vez que um inquérito recente revelou que 77% dos europeus prefeririam reparar em vez de substituir um produto de EE.9 Por conseguinte, deve assumir-se que esta é uma tendência que se espalhará por todo o mundo.

Energia Eficiente

Uma área em que os fabricantes de EE estão a fazer grandes progressos é no consumo de energia. Mesmo assim, com a crescente prevalência dos produtos eletrónicos na nossa vida quotidiana, é necessário dar ainda maior ênfase à redução das emissões de GEE através da redução do consumo de energia.

Vários mercados já utilizam sistemas de classificação da eficiência energética para ajudar os consumidores a escolher melhores produtos - por exemplo, o programa americano “ENERGY STAR”.10 A eficácia destes programas, em persuadir as empresas a criar produtos mais eficientes, é demonstrada pelo facto de a UE ter introduzido um novo sistema de rotulagem energética em Janeiro de 2019, quando a versão anterior se tornou obsoleta.11

Os fabricantes de produtos eletrónicos têm feito grandes progressos na redução do consumo de energia e das emissões de GEE. Exemplos das principais empresas de eletrónica incluem 70% de maior eficiência nos produtos face há dez anos atrás, utilização apenas de energia renovável nas instalações e uma redução de 466.000 toneladas de gases com efeito de estufa.12

Embalagem

Ser mais verde significa também utilizar menos embalagens. Estima-se que a média europeia produz 174 kg de resíduos de embalagens por ano.13 A fragilidade de alguns produtos eletrónicos e o seu elevado valor significa que os níveis de embalagem para esses produtos são excessivos.

Muitas empresas estão agora a abordar este problema utilizando materiais mais sustentáveis, substituindo materiais virgens por materiais reciclados, de base biológica ou compostáveis.14

Soluções SGS

Oferecemos uma abrangente gama de soluções de testes, inspeção e certificação para ajudar os fabricantes de produtos eletrónicos a melhorar a sustentabilidade dos seus produtos. Desde embalagens sustentáveis a economias circulares, os nossos especialistas ajudam as empresas a aceder com sucesso a mercados ambientalmente responsáveis. As soluções de materiais sustentáveis incluem auditorias de materiais reciclados e gestão de substâncias perigosas, testes de materiais de base biológica e testes de materiais biodegradáveis/compostáveis.

As nossas soluções cobrem todos as particularidades dos testes e certificação de produtos eletrónicos, incluindo testes de desempenho e fiabilidade, e avaliação em relação aos requisitos da RoHS, WEEE e REACH.

Saiba mais sobre as soluções de testes SGS para os produtos eletrónicos.

Para mais informações, por favor contactar:

808 200 747 (Seg. a Sex. das 9h às 18h)
pt.info@sgs.com
 

Referências

Environmental Sustainability and Innovation in the Consumer Electronics Industry 
Overuse of Resources on Earth 
UN report: Time to seize opportunity, tackle challenge of e-waste & A New Circular Vision for Electronics – Time for a Global Reboot -
13 Groundbreaking Startups Using Recycled Material to Create Cool Products and Help Clean Up the Planet 
5 Use of energy explained
Use of energy explained – Energy use in homes 
Number of households in the U.S. from 1960 to 2020 
Why electronics manufacturer are using more recycled plastics & 10 Most Sustainable Consumer Tech Companies
Repair is Better Than Replace: France’s New Reparability Index for Electronic Products 
10 ENERGY STAR – Still the Most Trusted Consumer Appliance Label on the US Market 
11 European Union Introduces New Energy Labels for Household Appliances, Lamps and Lighting 
12 10 Most Sustainable Consumer Tech Companies 
13 Waste generation by packaging material 
14 Turning the Tide: Creating Sustainable Packaging Solutions

SOBRE NÓS

Somos a SGS - a empresa líder mundial em testes, inspeção e certificação. Somos reconhecidos como a referência mundial em qualidade e integridade. Os nossos 93.000 colaboradores operam numa rede de 2.600 escritórios e laboratórios, e trabalham em conjunto para possibilitar um mundo melhor, mais seguro e interligado.